B.Side Insights

Daily report

Fechamento B.Side: Ibovespa acelera aos 103 mil pontos acompanhando otimismo de NY; dólar recua a R$ 5,57

Fechamento B.Side: Ibovespa acelera aos 103 mil pontos acompanhando otimismo de NY; dólar recua a R$ 5,57

Acompanhando o otimismo das bolsas de Nova York diante de sinais mais claros do Fed, o Ibovespa registrou valorização de 1,80%, aos 103.778,98 pontos. O índice se recupera da queda na véspera. Hoje, o Banco Central divulgou uma carta explicando que o principal fator para o desvio da inflação de 2021 em relação à meta veio da inflação importada.

Em Wall Street, as bolsas americanas subiram em bloco, com maior destaque para o índice Nasdaq e as ações de tecnologia, em alta pelo segundo dia seguido após um começo de ano de intensa pressão, beneficiados pelo arrefecimento das taxas de juros americanos, principalmente das Treasuries de 10 anos.

Hoje, o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, participou de uma audiência no Senado americano e afirmou que espera que uma cadeia de suprimentos normalizada ajude a aliviar as pressões inflacionárias em 2022, mas disse que o Fed não teria medo de aumentar as taxas além do projetado se a inflação continuar alta. Ele, no entanto, disse que os Estados Unidos estão em “uma era de juros muitos baixos” e provavelmente permanecerão assim.

No mercado de câmbio, o dólar à vista registrou queda de 1,67%, cotado a R$ 5,5798, impulsionado por um IPCA acima do esperado pelo mercado, o que aumenta a expectativa por um ciclo ainda maior de alta da taxa Selic.

Destaques da Bolsa

Entre os destaques do dia na B3, as ações de tecnologia subiram, em linha com os pares do exterior. Méliuz ON disparou 7,32%, enquanto Locaweb ON avançou 0,92% e Totvs ganhou 0,84%.

Já os papéis relacionados ao petróleo também subiram em bloco, acompanhando a alta de mais de 3% da commodity no mercado internacional. Petrobras ON e PN subiram 4,13% e 2,96%, respectivamente, assim como PetroRio ON (+5,26%) e 3R Petroleum (+5,19%).

O setor de saúde também avançou, se recuperando de perdas recentes. Hapvida ON acelerou 5,96%, NotreDame Intermédica ON subiu 5,37%, Rede D’Or ON teve acréscimo de 3,40% e Fleury ON avançou 3,84%.

Pelo lado negativo, os frigoríficos recuaram em bloco, com BRF ON liderando as perdas do segmento, em desvalorização de 1,28%. Logo atrás, vieram Minerva ON, Marfrig ON e JBS ON, com baixas de 1,02%, 0,84% e 0,53%, nesta ordem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigo anterior B.Side – Carta de Dezembro ao Investidor
Próxima artigo B.Side Daily Report: bolsas globais sobem à espera de dado de inflação nos EUA; agenda doméstica tem dia esvaziado