B.Side Insights

Assets, Fundos & Gestores

Multimercado Trópico SF2 Cash é opção como fundo de caixa com objetivo de retorno de 110% do CDI

Multimercado Trópico SF2 Cash é opção como fundo de caixa com objetivo de retorno de 110% do CDI

Com quase sete anos no mercado e um patrimônio líquido de R$ 350 milhões, o fundo multimercado Trópico SF2 Cash, da Trópico Investimentos, atingiu, segundo a própria asset, seu momento de maior maturidade em relação ao fluxo de entradas em saídas. A capacity do fundo é de cerca de R$ 550 milhões.

O produto, comandado sob a batuta do gestor Sergio Machado, tem como grande objetivo ser uma alternativa nas posições mais líquidas da carteira do investidor, já que seu resgate se dá em dois dias, com a meta de entregar uma rentabilidade de cerca de 110% do CDI anualmente, levando em consideração os patamares atuais da taxa Selic. Somado a isso, o fundo conta com uma volatilidade de cerca de 0,12%. Em 2020, o desempenho ainda foi levemente superior com retorno de 124% em relação ao benchmark. 

Ao contrário de fundos de caixa que investem apenas em LFTs (ou Tesouro Selic), o fundo da Trópico tem outros dois produtos de baixo risco para elevar sua rentabilidade: as letras financeiras e as operações a termo.

Para entrar na carteira, as letras financeiras necessitam obrigatoriamente ter um rating elevadíssimo (AAA), contando atualmente com papéis de Itaú Unibanco, Bradesco e Banco Fiat. Diante de taxas pouco atrativas, o fundo não comprou nenhuma LF em 2020, mas desde dezembro vem olhando para oportunidades com o objetivo de aumentar a alocação. Hoje, o fundo da Trópico tem entre 6% e 7% de letras financeiras, mas pretende elevar o percentual para algo em torno de 12% a 15% conforme emissões a taxas consideradas atrativas forem aparecendo.

Já as operações a termo correspondem a uma fatia maior da alocação, com a Trópico financiando operações de pessoa física e explicando que, quanto maior a volatilidade, mais esse instrumento é utilizado. As operações a termo contam com um prazo médio da carteira de 45 dias, sendo que diariamente vence entre 2% e 3% dessas operações.

Apesar de ser um fundo tático, com apenas três tipos de investimento, o produto da Trópico tem o dinamismo como grande diferencial, podendo fazer ajustes ao observar algum fluxo diferente conforme o mercado muda.

Um dos maiores exemplos foi conseguir antecipar o retorno negativo das LFTs em setembro de 2020, considerados os títulos públicos mais seguros e estáveis do mercado. O fundo praticamente zerou a posição em LFT no período e recomprou no final de outubro, quando o fluxo desses títulos já estava normalizado, passando pelo período sem muito estresse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigo anterior B.Side Daily Report: bolsas globais operam sem fôlego à espera de pacote nos EUA; PEC Emergencial é aprovada na Câmara
Próxima artigo Fechamento B.Side: PEC Emergencial sem alterações faz Ibovespa subir aos 112 mil pontos e dólar cair a R$ 5,65