O3 Capital completa seis meses após abrir para captação estratégia de 7 anos de Abilio Diniz

Assets, Fundos & Gestores

Gestores afirmam que investidor deve priorizar caixa para enfrentar momento de turbulência no Brasil

Questionado no evento BTG Bankers Experience 2021 sobre qual movimento seria adequado para o investidor nesse momento de turbulência no âmbito doméstico, Márcio Roberto...

Por que o Newton Tech Fund não investe na B3 quando o assunto é tech?

Atualmente, 10 meses após o lançamento do Newton Tech Fund, disponível na plataforma do BTG Pactual, uma pergunta com certeza sempre vai acompanhar o...

Quantitas projeta Selic a 10% em 2022 para depois retornar a 6,5% em 2023

Diante de um cenário de pressão inflacionária no Brasil e no mundo, a Quantitas, asset independente com mais de R$ 4 bilhões sob gestão,...

Fundos multimercado macro juntam os cacos após tombo no Brasil e aumentam posições no exterior

2021 definitivamente não tem sido um ano fácil para os fundos multimercados, principalmente os da categoria macro, isto é, aqueles que têm uma estratégia...

Antes focada exclusivamente na administração de recursos da Península, holding de investimentos do empresário Abilio Diniz, a gestora O3 Capital completou seis meses desde que abriu seu fundo multimercado com foco em investimentos globais para gerir recursos de terceiros.

No primeiro semestre de vida, o O3 Retorno Global Qualificado e o O3 Retorno Global (o primeiro acessível apenas para investidores com valor igual ou superior a R$ 1 milhão), disponíveis na plataforma do BTG Pactual digital, geraram um retorno até junho de 3,31% e 3,01%, respectivamente, o que representa um desempenho 261% e 237%, nesta ordem, superior ao CDI no mesmo período.

Para dar o pontapé inicial, a asset começou sua trajetória com R$ 1,5 bilhão da família Diniz, com um lockup de três anos.

“Hoje, a estratégia é exatamente a mesma que tocamos nos últimos sete anos”, afirma Daniel Mathias, CIO da O3 Capital, em entrevista ao B.Side Insights. “Nossa filosofia de investimento é ser global. E ser global é ir em busca das melhores oportunidades.”

Atualmente, a O3 investe nos Estados Unidos, na Europa, na Ásia (principalmente China) e no Brasil. A China, inclusive, é um dos principais focos de atenção para o futuro, com Mathias estimando que o país ganhará ainda mais espaço nos próximos 5 a 10 anos. “Mesmo que você não tenha alocação lá, tem que conhecer muito bem a China”, diz o CIO.

Mathias ainda explica que não gosta do modelo de ‘caixinhas’, porque limita a gestão do fundo. Sendo assim, na O3 não há books específicos para equities, moedas ou juros, por exemplo.

A equipe da O3 Capital é formada por 19 pessoas. Além de Daniel Mathias como CIO, a casa ainda conta com outros seis portfolio managers (Gustavo Tarifa e Marcelo Amaral, na 03 desde 2014, Ricardo Maeji, ex-Itaú Asset, Bernardo Brega, ex-JGP, Diogo Duarte, ex-Polo Capital e Santander Asset, e Noman Khan, ex-Verde Asset), cinco analistas e sete pessoas da parte de risco e back office.

Publicidade

Recomendado

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Recentes

Fechamento B.Side: Ibovespa ameniza perdas após permanência de Guedes e cai aos 106 mil pontos; dólar recua a R$ 5,62

Em mais um dia de pressão para os ativos domésticos, ainda refletindo os temores fiscais por mudanças no teto de gastos, o Ibovespa registrou...

Gestores afirmam que investidor deve priorizar caixa para enfrentar momento de turbulência no Brasil

Questionado no evento BTG Bankers Experience 2021 sobre qual movimento seria adequado para o investidor nesse momento de turbulência no âmbito doméstico, Márcio Roberto...

B.Side Daily Report: mercado digere alteração no teto de gastos por meio de PEC dos Precatórios; bolsas sobem no exterior

Bolsas globais adotam tom majoritariamente positivo Os índices futuros de Nova York não definem sinal único, enquanto as bolsas europeias sobem em bloco nesta sexta-feira....

Fechamento B.Side: Ibovespa desaba aos 107 mil pontos com risco fiscal persistente; dólar dispara a R$ 5,66

Repercutindo as falas de ontem do ministro da Economia, Paulo Guedes, que propôs um “waiver” (perdão) para permitir gastos de R$ 30 bilhões ou...

“O teto de gastos não é mais um instrumento de estabilização”, afirma Carlos Woelz, sócio-fundador da Kapitalo

Desde que integrantes do governo anunciaram no início da semana que parte do Auxílio Brasil, programa social que substituirá o Bolsa Família, poderá ser...
Publicidade